Marketing Inclusivo: um resumo

Deixar de lado arquetipos ficticios e artificiais significa alcançar todos os individuos, . independente da idade, do gênero, da etnia ou da situação socioeconômica.

Marketing inclusivo é marketing. Ponto. A grande diferença é que ele não torna público, promove ou anuncia apenas para um grupo de pessoas. É a estratégia que ignora estereótipos e busca transmitir que aquela determinada marca foi criada para clientes de diferentes grupos de pessoas.


E a persona?


O Marketing Inclusivo também direciona as estratégias de marketing para um público alvo. O que ele não faz, entretanto, é levar em conta estereótipos e arquétipos que excluam determinados grupos por gênero, etnia, orientação sexual, idade, entre outros fatores.


Criar conteúdos que reflitam a diversidade da sociedade é sair do padrão, daquilo que dominou a mídia muitos anos para retratar outros corpos, vivências e culturas.


O mercado:

O que para algumas pessoas não passa de um "discursinho", já é uma realidade que movimenta o mercado. Segundo pesquisa publicada pela Salesforce, aponta que a grande maioria dos consumidores acreditam que é responsabilidade das empresas tornar o mundo um lugar melhor.


Atenção!

O marketing inclusivo e vantajoso, mas as marcas precisam estar cientes que é preciso considerar o impacto de suas falas, não apenas a intenção. Por isso, a estratégia só deve ser usada se os conceitos realmente representem os valores reais da empresa.


Na prática:

O uso da estratégia não pode ser executado apenas para cumprir cotas e metas. A inclusão exige, na verdade, são discursos, ações e soluções realmente voltada para a pluralidade.


4 ideias para tornar o seu marketing mais inclusivo:

  • Construa um grupo de trabalho diverso;

  • Criecopywriting inclusivo;

  • Seja atencioso com suas imagens;

  • Encontre novos insights entrevistando seus clientes.