O papel da mulher na Publicidade

Historicamente, a publicidade contribuiu para a construção de estereótipos que sexualizam e objetificam a mulher. Com o avanço das lutas feministas, a publicidade começa a fazer uma reflexão sobre a sua responsabilidade na construção de fantasias, perfeições incoerentes e machismos velados.

Nesse caminho, surgiu o femvertising, que junta as palavras “feminine (feminino)” e “advertising (anunciar)”. O conceito projeta o empoderamento feminino para desconstruir antigos padrões relacionados a mulher.


No mercado de consumo, a representatividade das mulheres está cada vez maior. Nesse sentido, é papel das publicitárias e dos publicitários desenvolver campanhas mais próximas da realidade feminina, com mulheres reais que amam a si mesmas pelo o que elas são.


Aproveitando o Dia Internacional da Mulher, a Dito&Feito afirma mais uma vez a sua responsabilidade na construção de publicidades que combatam velhos conceitos e promovam o empoderamento feminino.